9 de fevereiro de 2017



Vedānta existe para aquele que tendo descoberto uma insuficiência no mundo para encontrar uma plenitude volta essa busca para si mesmo.

Meditação, ciclo de sat saṅgas, 6, 7 e 8 de Junho, Casa Gaṇapati, Porto

Muṇḍaka Upaniṣad, 15,16, 17 e 18 de Junho, Casa Gaṇapati, Porto


Na parte final de cada um dos quatro Vedas encontram-se as Upanishads. A estas é dada a designação geral de Vedanta. A palavra se deriva de vedanam antah, que significa o final dos Vedas. Outra designação dada às Upanishads, geralmente usada e que carrega uma significação importante, é Sruti, que significa aquilo que é ouvido. Aqui podemos apreciar que as Upanishads não são um conhecimento teórico contido em livros, mas um ensinamento que deve ser ouvido.
Vedanta não é um sistema filosófico. Tampouco religião. Vedanta é uma tradição de ensinamento transmitido de mestre a discípulo num fluxo perene desde tempos imemoriais. Assim como não podemos dizer o que veio primeiro, se a árvore ou a semente, é impossível delinear um começo para esse ensinamento.

Leia mais sobre o que a Professora Gloria Arieira escreveu sobre vedānta, aqui.

Mais info aqui.

Sem comentários:

Enviar um comentário